Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13º dos funcionários do estado só em 20 de dezembro

Depois de ter cancelado o pagamento de 20% do décimo terceiro salário dos servidores, prometido para hoje, a gestão Rosalba Ciarlini prevê apenas para 20 de dezembro, data limite previsto em lei para o depósito do benefício, o pagamento do restante do décimo terceiro salário.
A justificativa para não depositar nesta segunda-feira o percentual previsto foi a “crise econômica” que se abateu no Estado, com uma frustração de receita superior a R$ 1 bilhão no primeiro semestre.

Eduardo Campos morre em acidente aéreo em Santos

Avião de Eduardo Campos caiu em área residencial de
 Santos, no litoral paulista, hoje de manhã
O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) estava no jato que caiu, na manhã de hoje (13), em Santos. A informação foi confirmada pela coordenação de campanha do candidato. O candidato teve a morte confirmada na manhã de hoje e e a identidade dos demais passageiros do voo foi confirmada à tarde. Ao todo, sete pessoas estavam na aeronave.
Esperado no Guarujá (SP) na manhã de hoje (13), o avião onde estava o pernambucano não chegou à cidade para cumprir os compromissos e gerou a suspeita de que o jato onde seguia o candidato teria caído.

No fim da manhã, a agência de notícias Reuters e o deputado federal Walter Feldman afirmaram que o avião que caiu em Santos na era o do candidato à Presidência. A coordenação de campanha do candidato não conseguiam o contato pela manhã, momentos antes da confirmação da morte.
O candidato Eduardo Campos estava no Rio de Janeiro, onde concedeu entrevista na noite de ontem. Pela manhã, Campos era aguardado no Guarujá, no litoral paulista, mas o jato era um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, utilizado pelo candidato caiu em Santos quando teve problemas no espaço aéreo do litoral paulista, após não conseguir pousar no Guarujá. Quando arremeteu, não conseguiu retomar o controle e caiu em Santos. A Aeronáutica, no entanto, segue investigando o acidente.

Além de Eduardo Campos, estavam a bordo quatro auxiliares de campanha e dois pilotos. A candidata a vice-presidente, Marina Silva, não estava no voo.

Fonte: Tribuna do Norte

TRE julga 89 registros de candidaturas para as eleições de 2014

Em sessão realizada na tarde de ontem (29), a Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte julgou 89 registros de candidaturas, sendo uma para governador, uma para vice-governador, 12 para deputado federal (um indeferido) e 75 para deputado estadual, dos quais 3 foram indeferidos.

A candidatura ao Governo do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) e do vice, João Maia (PR), foram deferidos.

Confira abaixo a lista dos registros julgados ontem:

Governador – Henrique Eduardo Lyra Alves

Vice-governador – João da Silva Maia

Deputado Federal – Eliana Braga Silva, José Adriano de Souza Gadelha, Helia Lima dos Santos, Ricardo Wagner Martins Cruz, Carlos Alberto Freire Medeiros, Eraldo Daniel de Paiva, Giovani Rodrigues Junior, Maria de Fátima Rosado Nogueira, Darlana Paulino Barbosa, Walter Pereira Alves, Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos.

Deputado Estadual – Milla Thaisa Barbosa Dantas da Silva, Maria Geciene Ferreira de Matos, Wildson Leiros Junior, Noradia Faustino de Almeida, Raquel Filgueira de Oliveira, Rafael Pithon Dantas, André Luis Albuquerque da Fonseca, José Dias de Souza Martins, Carlos Alberto de Souza Rosado Segundo, Alanne Talita Bezerra de Souza, Cleudo Martins Lopes, José Galeno Diógenes Torquato, Jorio Regis Nogueira, Jean Carlos de Góis, Carla Cristina Dutra Barbosa, Débora Kátia Medeiros de Morais, Eduardo Canuto de Oliveira, Garibalde Leite de Oliveira, Francielle Lopes de Araujo Batista, Laura Helena Lima Pinheiro, Leandro Carlos Prudêncio, Walkson da Silva Torres, Sonildo Alves de Souza, Gersony Gomes de Oliveira, Neide Sindo Felix de Souza, Luciano Martins de Moura, Joseane Karla de Oliveira, Julio Bezerril Regis, Manoel Jean Felix, Gildenor Rodrigues de Oliveira, Aldair da Rocha, Israel Fernandes Pereira, Fernando Antonio Carlos, Antonio Josino Neto, Damião Elias Fernandes, José Gomes de Oliveira, Edson Batista, Fernando Luiz Tavares, Jorge Luiz Teixeira Guimarães, Helcius Levy Santana Ferreira, Bruno Carlos da Silva, Edilson Honório da Silva, Epitácio Cândido de Brito, Nilson Araujo, Midiany Geizy de Oliveira Avelino, Maria Dilma de Abreu, Maria Zita da Costa, Maria Glória Pinto Aguiar, Kátia Silene Silva, Maria Gorete da Silva Barbosa, Maria Aparecida Silva Lima, João Maria Ricardo de Andrade Lima, Francisco Paulino de Medeiros, Maria José Almeida de Lima, Selma Oliveira Moreira Benicá, Quecia Karinna Diniz de Queiroz, Luzia da Silva Bezerra Barbosa, José Jubenick Pereira da Silva, Marcos Antonio Pereira Lima, José Lavousier Nogueira, Maria Goreth OrricoFrancisco de Assis José dos Santos, Milton Teixeira Filho, Jorge Luiz da Silva, Emanuel Alves, Maricelma Pereira, Dayana Carmen Batista do Nascimento, Maria do Socorro Mariano da Cunha, Adelita Maria de Oliveira, Evania Cristina Souza das Chagas Silva, José Lázaro de Paiva, Cristiane Bezerra de Souza Martins.

Indeferidos – João Maria Ricardo de Andrade Lima (deputado estadual), Josenildo Martins de Souza (deputado federal), Airton Pereira da Silva (deputado estadual) e Fabíola Pereira da Silva (deputado estadual).

Governo do Estado divide o pagamento dos servidores estaduais em dois dias


O Governo do Estado, mais uma vez, dividiu o pagamento do funcionalismo público em dois dias. Assim como ocorreu nos meses anteriores, os salários dos servidores da Educação, Saúde e Segurança estão garantidos no último dia do mês, na administração indireta, os vencimentos do trabalhadores do Detran, Idema, DEI, Jucern e Ipem, independente do valor, também serão pagos. No entanto, para os demais servidores, só receberão amanhã (31) que têm salários de até R$ 2 mil líquidos, e não R$ 5 mil, como nos meses anteriores. A previsão do pagamento dos demais funcionários é o dia 8 de agosto.
Desde o ano passado, o Governo do Estado tem dividido o pagamento de acordo com os salários dos servidores. Nos meses anteriores, os que têm vencimentos líquidos de até R$ 5 mil recebiam no primeiro momento, assim como servidores da Segurança, Saúde e Educação (incluindo a UERN). No dia 10 do mês seguinte, os demais funcionários com salários líquidos superiores a R$ 5 mil. Agora, só receberão os que têm salários líquidos de até R$ 2 mil, mas o Governo do Estado ainda não explicou os motivos pelos quais ocorreu a mudança.

A alteração no pagamento foi confirmada pelo setor financeiro do Governo do Estado, mas a reportagem da Tribuna do Norte não conseguiu o contato com os titulares das secretarias de Planejamento (Obery Rodrigues) e Administração (Álber Nóbrega). Atualmente, o Governo do Estado possui aproximadamente 102,6 mil servidores.