Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marina anuncia candidatura a vice de Eduardo Campos

Seis meses após anunciar a formação da chapa PSB/Rede, a ex-senadora Marina Silva (PSB) anunciou nesta segunda-feira, 14, que será candidata a vice-presidente na chapa de Eduardo Campos (PSB). O anúncio ocorreu em evento realizado em Brasília, que serve de palco para o lançamento da pré-campanha da chapa presidencial do PSB.
"Nós estamos aqui para anunciar nossas pré-candidaturas à Presidência da República e eu a sua vice", afirmou Marina, que defendeu um realinhamento político no País. Em um segundo momento, Marina se virou para Eduardo Campos e disse que fazia parte da aliança para unir. "Estou aqui para me colocar lado a lado, vamos andar pelo Brasil inteiro, afirmar o Brasil que queremos", afirmou.
"Não é para dividir, é para unir. Não é para separar, é para encontrar. Não é para embate, mas para o debate", acrescentou. Segundo ela, o quinto partido da aliança será o "povo". "Se ganharmos, a vitória será do quinto partido", emendou. Além do PSB, Rede (ainda informal), constam na aliança o PPS e PPL, apoios que ela agradeceu. Marina afirmou que a Rede é um "partido de fato". "Nesses seis meses, nós fomos nos encontrando", afirmou, sobre a aliança com o PSB. Marina disse que foi negado à Rede o direito de se formalizar. Ela citou também a própria origem no PT e disse que direito de existir não foi negado ao antigo partido.
Apesar de anunciar a composição na chapa, Marina afirmou que o "ser humano está condenado, abençoado, a viver no gerúndio". "Se vocês perguntarem se já deram certo na aliança, vamos responder: estamos dando certo, quando a gente acha que já deu certo pode se preparar para virar a página", afirmou. Elas afirmou também que o povo brasileiro "está acreditando em seu futuro".
No discurso, a ex-senadora também citou o fato de ser evangélica, mas disse que não usará da religião para pedir votos. "Vocês sabem que sou uma mulher de fé, mas nunca fiz dos palanques, púlpito", afirmou. A ex-senadora aparece até aqui na frente de Eduardo Campos nas pesquisas de intenção de voto. Até o dia de hoje, especulava-se que ela seria a cabeça de chapa também em razão do legado eleitoral de 2010, quando conquistou cerca de 20 milhões de votos na disputa presidencial. Antes de Marina, representantes do PPS e PPL reforçaram apoio à candidatura dos dois. Nos discursos da maioria dos participantes, foi defendido o fim da polarização entre o PT e o PSDB ocorrida nas últimas eleições.

Emparn registra chuvas em 46 cidades em um dia

Apesar da redução das chuvas no Leste e Agreste do Rio Grande do Norte, a Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), continua registrando boas chuvas em outras regiões do Estado. Nas últimas 24 horas, das 7h de ontem às 7h de hoje (11), o Boletim Pluviométrico registra chuvas em 46 localidades.

Na região Oeste Potiguar choveu 69 milímetros em Martins, em Patu (55mm), Frutuoso Gomes (35mm), Janduís (28,8mm), Messias Targino (26mm), Luís Gomes (25mm), Serrinha dos Pintos (25mm) e Paraná (22,3mm). Choveu também em Marcelino Vieira, Viçosa  e Portalegre, entre outros municípios da região.
Nas regiões Seridó e Central as maiores chuvas ocorreram em Santana do Seridó (45mm), São José do Seridó (43mm), Caicó (Açude Mundo Novo - EMPARN, com 35mm), Angicos (23,6mm),  Fernando Pedroza (21,9mm) e ainda em Florânia, Pedro Avelino, Cruzeta, São João do Sabugi e Tenente Laurentino Cruz. No Agreste e Leste choveu apenas em Várzea, Jaçanã, Extremoz, Natal, Parnamirim e Maxaranguape.

Professores da rede estadual aprovam votação pelo fim da greve

Após 50 dias de paralisação, os professores da rede estadual de Educação decidiram hoje (19), em assembleia realizada na Escola Estadual Winston Churchil, votar pelo indicativo de fim da greve.
De acordo com José Teixeira, coordenador do Sinte/RN, a categoria só não decidiu pelo fim do movimento agora, porque os profissionais que tiveram os pontos cortados ainda não foram restituídos, como decidido pela Justiça. “O prazo de cinco dias que a Justiça deu acabou ontem (18), mas o dinheiro não entrou na conta dos servidores”, coloca.

Como Governo protocolou o projeto de Lei que modifica o plano de carreira do magistério, atendendo à principal exigência dos grevistas, os professores devem voltar à sala de aula a partir da próxima segunda-feira (24), se os salários forem pagos.
Uma nova assembleia foi marcada para a próxima sexta-feira (21), às 8h30 na mesma escola.

Greve Nacional da Educação começa nesta segunda-feira (17)

Nos dias 17, 18 e 19 de março, trabalhadores em educação de todo o Brasil vão se mobilizar pela educação pública de qualidade.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que representa mais de 3 milhões de educadores das redes públicas de ensino de educação básica,  quer exigir o cumprimento da lei do piso, carreira e jornada, investimento dos royalties de petróleo na valorização da categoria, votação imediata do Plano Nacional de Educação, destinação de 10% do PIB para a educação pública, contra a proposta dos governadores de reajuste do piso e contra o INPC.
Ato em Brasília – No dia 19, quarta-feira, mais de 5 mil pessoas de todo o país estarão reunidas na capital, a partir das 9h da manhã, para um ato em defesa da educação, em uma tenda que será montada em frente ao Congresso Nacional.